segunda-feira, 25 de junho de 2012

Limites? quais são os meus?

Há dias que caminhamos meio altivos, sem dar a mínima importância para vida , em linha reta , ligeiros e nos deparamos com um muro enorme a nossa frente, sem possibilidade de atravessá lo. Digamos ser o nosso limite nos dizendo pára, você já esta querendo me ultrapassar e poderá sofrer graves conseqüências futuras , as vezes ouvimos  outras vezes insistimos em pular o muro . Só temos consciência que excedemos quando nos cansamos de tentar  devido a altura , e perdemos as forças , nos tornando obrigados a parar e refletir se vale a pena arriscar ou esperar até que nos seja possível passar pelos portões sem precisar de tanta força. É como se colocássemos nosso coração contra a parede , forçando-o a tomar certas decisões que a razão não permite. Enfim, ninguém caminha cansado, há sempre o momento de respirar, relaxar, e ficar na expectativa de uma nova opção, além de pular, esperar, ou destruir e ultrapassar...Sei lá...vá entender não é mesmo?só sei dizer que Mario Quintana tinha toda razão quando dizia (...)é preciso  partir,é preciso chegar,  é preciso partir, é preciso chegar...Ah, como esta vida é 
urgente..

Cecília Sfalsin

12 comentários:

  1. Bom dia Cecília!
    Maravilhoso texto, mas que bom 'eim' que encontramos estes obstáculos ao longo da vida, já pensou que chata seria sem luta, sem buscas?
    Um beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Tereza,

      Os obstáculos nos inspiram a escrever nossa história, assim penso, e por eles crescemos....

      Beijos querida e obrigada

      Excluir
  2. Limites, nós seres humanos, nos achamos super poderosos abusamos da sorte e passamos por nossas forças e superações. Esquecemos que sentimos dores e cansaços, não temos todas as forças do mundo.
    Nessas horas não pensamos nas consequências de nossas atitudes, vemos um enorme muro diante de nós e queremos passar por ele nem que seja por baixo, mas de alguma forma superá-lo. Porque as vezes não nos concentramos em aquilo que podemos realizar sem tanta luta, sem tanta loucura. Essa nossa vida é curta, mas não precisamos dar o passo maior que a perna para conseguir os objetivos, saibamos andar e cultivar, para sabermos colher.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Cla,

      A nossa ânsia de conquistar as vezes nos levam a caminhar apressadamente, e isto não é nada bom, nem todos os muros é possível pular, precisamos nos acautelar as vezes, e aprendermos a esperar, embora difícil, mas necessário....

      Beijos e obrigada

      Excluir
  3. Olá, Cacília!
    Ultimamente o meu limite vai até o mercadinho da esquina!kkkk
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  4. Querida Cecilia, já deve ter reparado que estou meio "recolhida" e é justamente a questão de quais são os meus limites que me fez parar um pouco. Não tenho certeza o quanto posso suportar, aceitar certa responsabilidade, dizer sim ou não. Enfim, espero conseguir bons resultados na proxima provação de minha vida.

    BEIJOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Notei Sim Sissym,

      São nestes períodos que mais nos policiamos para não querermos ultrapassar os limites e arriscar nossa decisões.Embora seja difícil, a necessidade de nos mantermos a espera é bem maior, do que arriscarmos nos ferir...espere que supre logo esta provação que a deixa inquieta...

      Beijos

      Excluir
  5. Ceci, costumo dizer que limite é quando você deixa de fazer algo que possa te causar arrependimento... que possa magoar alguém... enquanto que alguns pensam que: "é melhor se arrepender do que deixar de fazer", eu sou do contra... (risos) beijos e tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Barbie,

      Amiga também sou do contra, respeito meus limites para não me arrepender, sou bem cautelosa e temo feridas, embora sejam inevitáveis...:)

      Beijos

      Excluir
  6. Eu também acho que ultrapassar os limites é sempre bom, desde que não venha a ferir ninguém. As emoções, os atos, não são apenas meus...

    Sentimento na ponta do lápis, transbordando no coração, assim me parece você.

    Beijo, Cecília.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Limites são instigantes quando se aproximam , tornam desejáveis de serem ultapassados, as vezes é bom , sairmos ilesos quando ultrapassamos , outras vezes saimos feridos,por não te lo respeitado...difícil isto não é mesmo???

      Beijos minha flor amiga e obrigada

      Excluir

A fase mais gostosa de quem escreve é quando conhece a opinião de quem lê....Obrigada por suas palavras e sejas sempre bem vindo(a)....

   FEEDS